CONFERÊNCIA PARALELA DE SUAS VENDAS COM CARTÕES

Suas vendas com cartões estão sendo creditadas corretamente em sua conta corrente?

O controle eficaz dos seus créditos

A Conferecard.

A necessidade de uma ferramenta segura e eficaz que realize a conferência, e, ao mesmo tempo, permita o gerenciamento total das vendas com cartões, é uma constante nos estabelecimentos comerciais, muito embora, devido a complexidade para realizar tal feito, e em alguns casos por considerarem pequena a margem de erro, vários comerciantes abrem mão de se garantir com esta conferência.

Somando experiência, conhecimento e tecnologia, um gestor do setor de postos de combustíveis desenvolveu um método próprio e revolucionário, e vem obtendo resultados surpreendentes.

Em parceria com uma empresa de desenvolvimento de softwares, informatizou-se este método, dando origem a um sistema seguro e confiável que permite de forma fácil e livre de esforços, que as empresas tenham o controle total de suas vendas com cartões.

Agora você pode contar com o ConfereCard, que irá realizar por você, todos os cálculos complexos de valores e datas.





Organização

Está difícil de gerenciar suas vendas com cartões?

Controle

Sabe exatamente quanto custam os cartões para sua empresa?

Segurança

NÃO necessita de acesso aos seus dados bancários.

O CONFERECARD OFERECE A SOLUÇÃO DEFINITIVA PARA A CONFERÊNCIA DE SUAS VENDAS COM CARTÕES

O SISTEMA CONFERECARD POSSIBILITA:

  • Conferir todos os recebimentos dos seus cartões (Débito/crédito/vouchers);
  • Saber exatamente o montante de todos os descontos efetuados;
  • Gerar relatórios precisos para a contabilidade informando os créditos e os custos das vendas realizadas com cartões (importante para fechamento de trimestre e cálculo do lucro líquido);
  • Emitir relatórios das vendas, dos custos (aluguéis de maquinetas, tarifas de DOC, taxas diversas) e do valor líquido recebido (fundamental para a apuração do lucro líquido real de sua empresa);
  • Visualizar seus recebimentos futuros, otimizando o fluxo de caixa;
  • Comparar as vendas dos POSs, as bandeiras de cartões, as taxas cobradas e os prazos de reembolso.

Conciliador ou conciliação de cartões - Gestor de cartões - Conferência dos créditos e custos com cartões - Relatórios das vendas com cartões


TEF/POSs (Maquinetas) e Bandeiras (Cartões)


SEGURANÇA

  • INDEPENDENTE
    O Conferecard NÃO necessita de acesso aos seus dados bancários.

  • PARALELO
    Dispensa a integração com o sistema gerencial.

  • PLATAFORMA PRÓPRIA
    O Conferecard foi desenvolvido numa plataforma própria e de código fonte fechado. Proporcionando maior segurança contra ataques virtuais.

  • BANCO DE DADOS
    Protegido e disponível apenas ao usuário, através do Conferecard.

  • HOSPEDAGEM
    Nossos servidores encontram-se em um dos maiores e mais bem conceituados DataCenters do Brasil através do Cepedê - Sistemas & WebSites.

  • FÍSICA
    O Data Center foi construído para atender às mais rigorosas regras de controle físico e virtual.

Telas do Sistema

 


Clique nas imagens para ampliar

Opiniões

Fácil e simples de utilizar, o ConfereCard se tornou uma ferramenta importante para o meu fluxo de caixa.

No ramo em que atuo, o prazo de compra dos combustíveis significa custo maior e o sistema ConfereCard me possibilitou um planejamento preciso e rápido de todos os meus recebíveis com cartões.

O programa me permitiu um acompanhamento minucioso das vendas através de cartões, identificando erros e apontando eventuais cobranças de novas tarifas por parte das operadoras das maquinetas

Logo no primeiro mês já pude corrigir lançamentos equivocados, conseguindo um retorno financeiro significativo, só possível graças ao uso deste suporte.

Esse sistema se tornou imprescindível para minha gestão no Posto Barcelona.

Eduardo Pegoraro
Proprietário Posto Barcelona – Joinville – SC

A qualidade, rapidez e clareza com que obtenho informações sobre todo o processo de vendas com cartões me deixou impressionado.

Consigo apurar com apenas um clique todos os custos com as vendas nesta modalidade de pagamento, permitindo que eu realize com maior exatidão o resultado mensal final do meu posto.

Com o sistema ConfereCard pude identificar uma alteração na taxa cobrada por uma operadora. Essa alteração, de apenas 0,3%, seria impossível de ser percebida sem o ConfereCard. A identificação me possibilitou a recuperação retroativa dos débitos efetuados, gerando assim um crédito significativo em minha conta corrente.

Recomendo!!!!
Um custo irrisório comparado aos benefícios apresentados.

Jair C. Massuchin
Proprietário Posto Tartarugas – Curitiba – PR – Diretor do Sindicombustíveis do Paraná.

Uma das grandes dificuldades para o cálculo do resultado trimestral de meus clientes sempre foi a apuração dos valores de vendas com cartões. Geralmente, recebo informações incompletas ou uma infinidade de relatórios gerados pelas operadoras das maquinetas. Com o ConfereCard isso acabou. Agora, em uma única página, tenho todas as iformações de forma clara e detalhada sobre toda a movimentação financeira feita com as vendas realizadas através de cartões.

O benefício maior é para o próprio cliente, pois com essas informações precisas ele acaba pagando menos impostos.

É surpreendente a reação dos clientes quando, ao utilizar esse sistema, se dão conta do custo exato dos cartões para sua empresa a cada mês. Não fazem ideia de quantas taxas, tarifas e custos extras são descontados a cada operação.

Miguel João Manenti
Contador – Proprietário de escritório de contabilidade em Curitiba.

Notícias

Atenção ao golpe com a clonagem das máquinas de cartões

25/11/2015
Pessoas estão se passando por técnicos de manutenção para efetuar a troca dos equipamentos. Após as máquinas serem trocadas, o nome do estabelecimento permanece o mesmo fazendo com que o revendedor além de ter um grande prejuízo, só reconheça a irregularidade quando o crédito não for realizado na conta do posto.

Em caso de suspeita de fraude, o estabelecimento deve imediatamente abrir um chamado na empresa operadora de cartão. Fique atento!
 
Funciona assim: quando o frentista entrega o equipamento ao bandido, ele troca o aparelho, fazendo com que as transações sejam direcionadas a uma conta que não é a do posto.

Felizmente, após a popularização do crime, as incidências diminuíram. Por outro lado, a metodologia foi aperfeiçoada. Há registros de pessoas que se apresentam como representantes das adquirentes para trocar a máquina do posto.

Ana Paula Rafante, proprietária do posto Kepler e Luxemburgo, na capital, identificou a prática em seu estabelecimento, mas, antes disso, amargou perdas que beiraram R$ 40 mil. A Redecard ressarciu pouco mais de metade do prejuízo, e estou ainda atrás do restante.

Imagino que eles tenham feito a conta percebido que vale a pena pagar certa quantia e tentar se livrar do restante na Justiça.

A reportagem da revista entrou em contato com um representante do setor comercial de uma importante adquirente, que
reafirmou a disposição da empresa de não ressarcir o prejuízo, embora tenha classificado o imbróglio como “um problema de duas faces.” A fonte, que não quis se identificar, diz que os revendedores precisam ficar atentos aos aparelhos que são entregues, uma vez que no momento do recebimento há todo um protocolo de conferência da maquineta, que garante credibilidade às transações. A mesma fonte ainda chama a atenção para a importância de treinar os frentistas para que eles não se distraiam no momento em que o pagamento é efetuado.

Ana Paula refuta a argumentação. Ela diz que os golpistas, malandramente, costumam aparecer nos momentos de maior movimento, o que dificulta a vigilância. “É impossível para o frentista ficar encarando a pessoa enquanto ela usa a máquina. Além disso, não posso constranger o meu cliente que é honesto. Cabe às próprias operadoras identificar os bandidos.” A revendedora ainda traz à tona a questão da popularização das máquinas.  “Quando me credenciei junto à Redecard, tive que levar uma série de documentos do posto.  Será que ainda é assim? Como elas credenciam golpistas com tanta facilidade? Se estão ganhando no volume, têm que arcar com as consequências que isso traz.”

Fonte : Minaspetro

Rival da Cielo, First Data começa no Nordeste em agosto

28/07/2015
São Paulo - A First Data fechou acordo com a Seac, administradora dos cartões do banco sergipano Banese, que vai permitir a entrada da credenciadora norte-americana em pelo menos quatro estados do Nordeste.
 
A parceria começa em agosto e a aceitação da bandeira Banese Card pelas máquinas da First Data (Bin) tem meta de alcançar cinco mil clientes no curto prazo e cobrir toda a base do banco nos próximos anos, afirmou a credenciadora nesta terça-feira.
 
O movimento acontece num momento em que o mercado de cartões no Brasil perde fôlego, na esteira da maior retração econômica do país em pelo menos 25 anos. O Banese Card tem atualmente cerca de 20 mil terminais de pagamento (POS) ativos na Bahia, Sergipe, Alagoas e Paraíba, que aceita também as bandeirasVisa e MasterCard.
 
A First, que opera em mais de 70 países e esta em processo de IPO, iniciou as operações de adquirência no Brasil em agosto passado, num acordo com o Bancoob, banco especialista em cooperativismo de crédito. O plano era ter 7 por cento do mercado brasileiro em cinco anos. A empresa compete no país com rivais como a Cielo.
 

Mastercard cria sistema que substitui senhas do cartão de crédito por selfies

03/07/2015
Nova tecnologia começará a ser testada no segundo semestre do ano nos EUA
 
A Mastercard tem um novo plano para engajar os usuários jovens e tentar facilitar o uso de cartão de crédito. A empresa está desenvolvendo um sistema que aprova a compra após o dono do cartão tirar uma selfie.
Segundo reportagem da CNN, a tecnologia vai permitir o pagamento por meio do smartphone. No balcão da loja, após o processamento da compra, o atendente vai pedir para o cliente pegar o telefone e tirar uma foto. Um sistema de reconhecimento facial identificará se o autor da compra é mesmo o proprietário do cartão. Para a empresa, fazer uma selfie é mais fácil do que lembrar a senha do cartão.
“A nova geração gosta de tirar selfies… Eu creio que eles vão achar a tecnologia legal. Eles vão abraçá-la”, disse em entrevista à CNN Ajay Bhalla, responsável pelo desenvolvimento de soluções inovadoras para segurança da empresa.
A inspiração para a novidade viria da Apple, que mudou o mercado ao instalar o sensor biométrico nos seus aparelhos e permitir as impressões digitais sejam usadas para garantir a segurança da compra via o sistema Apple Pay.
Para colocar no mercado o novo sistema de selfies, a companhia fechou parcerias com diversas empresas de tecnologia como Apple, BlackBerry e Samsung.
O sistema de autenticação de compras por meio de selfies estará disponível em um app que a Mastercard começará a testar no mercado no outono americano (que começa em setembro). O app também vai aceitar a identificação por meio de impressões digitais.
Para o o futuro, deve ser incluído também um sistema de aprovação de compras por reconhecimento de voz, que está em desenvolvimento, e um sistema de reconhecimento de batidas de coração, uma tecnologia que, acreditem, está sendo desenvolvida por uma startup canadense chamada Nymi.
 

Matérias Publicadas

Relação de algumas matérias públicadas sobre o Conferecard:


Formulário de contato



Informações para contato

CONFERECARD

Av Sete de Setembro, 5.402, cj 146 - Batel - Curitiba - PR
CEP: 80.240-000
Dúvidas? Sane-as com nosso contato comercial no telefone: (41) 9615-6777